11 de nov de 2009

Tortura



















Tortura


Olho enlevada
minha planta
sofrida
na terra imprópria
no vaso que a oprime:

seus caules recurvos
tensos
nodosos
seivosos porém,
beleza dorida
num grito
sem som,
terminam em folhas
singelas

tal qual
os meus versos
brotando
de uma alma
que chora
em silêncio
e insiste
em vencer.

Celina Borda – D.A.Reservados)